UOL Música

Universo Sertanejo

16/01/2010

Lembrando...

Nesse domingo, como já noticiado aqui, volta ao ar o programa "Rota Sertaneja", na Band, às 11 horas.

O primeiro convidado da atração será o cantor Eduardo Costa.

Por André Piunti às 19h19


O antigo Sampaio de volta

A dupla Teodoro e Sampaio mudou sua formação.

Saiu Alcino Alves, o atual Sampaio, para a volta de Gentil Aparecido da Silva, o primeiro Sampaio.

A formação original da dupla era com Alfredo Teodoro da Silva e Gentil Aparecido da Silva, e durou de 1980 até 1996, quando Teodoro convidou Alcino Alves, seu parceiro de composições, para ser o novo Sampaio.

Para quem não sabe, Alcino Alves  é um compositor importante dentro da música sertaneja.

A discografia do Trio Parada Dura é recheada de grandes composições suas, como "As andorinhas" e "Casa dos prazeres", além de outros sucessos.

A canção "Vestido de seda", maior sucesso de Teodoro e Sampaio, também é dele, composta em parceria com Teodoro.

Se os motivos da separação forem divulgados, eu posto por aqui. A dupla, aliás, já está preparando um novo projeto.

A imagem da capa lá em cima, de 1986, é com o Sampaio que vai voltar. A foto abaixo, é da formação que durou de 1996 até o final de 2009.


Por André Piunti às 00h19

15/01/2010

De volta

Fala, pessoal.

Fui cobrir o Victor e Leo no Villa Country na quinta-feira, e passei toda a tarde de sexta acompanhando a pré-produção do novo CD do César Menotti e Fabiano, por isso não tive como postar nada nesse meio tempo.

Vou aproveitar para responder os comentários, também.

Daqui a pouco já tem postagem nova.

Por André Piunti às 23h58

14/01/2010

O novo DVD de Daniel

Como vocês já devem estar sabendo, o cantor Daniel gravou, nessa quarta de noite, o DVD "Raízes", na cidade de Paulínia, no interior de São Paulo.

Fiz uma cobertura para o UOL, que você pode ler aqui, e também saiu um álbum com algumas fotos minhas do show, que você pode ver aqui.

Para quem assistiu a esse show "Raízes" no ano passado, já tem bem uma ideia de como será o DVD. Daniel diversificou muito, cantou músicas de todas as fases de sua carreira, sempre com aquela animação habitual.

Foram duas participações, a do Padre Fábio de Melo, que agradou a imensa maioria, como era de se esperar, e que ainda conversou com a plateia por um tempo, enquanto Daniel ajustava alguns detalhes (maquiagem, suor, roupa, etc).

A música que eles cantaram chama-se "Só o amor", que o pessoal que é mais fã do Daniel deve conhecer.

Outra coisa que chamou a atenção foi ele contar que com essa correria dos dias de hoje, uma das músicas novas havia chegado por email. E que o compositor dessa música, "Do outro lado do rádio", era o Victor Chaves, do Victor e Leo, para mais uma série de gritos das fãs.

Fãs que, aliás, formaram uma das plateias que mais colaborou na animação para a gravação de um DVD, tendo em vista que gravações geralmente cansam, pois algumas músicas são repetidas muitas vezes e o show acaba se estendendo bastante.

Não sei se vocês gostam, mas houve momentos em que a apresentação tinha muita cara de espetáculo teatral. Talvez não dê para explicar aqui o quão impressionante foram as coreografias que os bailarinos prepararam para as canções "Eu me amarrei" e "Peão apaixonado".

Foi feita uma encenação, com Daniel como papel de "bonzão", com histórias no estilo de contos do velho oeste - algo que lembrou muito as historinhas cantadas de Leo Canhoto e Robertinho.

Daniel tocou muito João Paulo e Daniel, foram 11 músicas. Eu não sei dizer se o Daniel continua falando do João Paulo durante os shows (em Barretos, no ano passado, não me lembro de ter visto), mas a homenagem que ele fez ontem foi tocante pela história e pela forma emocionada com a qual ele falou.

O público ficou em silêncio para ouvir Daniel contar que "eu me lembro da última vez que vi o João Paulo, que ouvi o João Paulo".

Segundo o cantor, ele se despediu do parceiro em um hotel em frente ao elevador. Daniel viu João Paulo a porta do elevador se fechar e ouviu a voz de João Paulo pela última vez.

Como era de se esperar, Daniel embargou a voz, mas logo anunciou que cantaria "Te amo cada vez mais", que disse fazer muito sentido em toda sua história com João Paulo.

Acho que elogiar o Daniel é meio que chover no molhado. Prepararam um DVD que mostra bem o tamanho e a importância que ele tem para a música sertaneja. O bom é que ele sabe dessa importância e sempre faz bom uso dela.

Quem tiver alguma pergunta sobre o DVD, pode fazer aqui nos comentários que eu respondo lá mesmo.

Abaixo, o repertório. A primeira canção inédita eu não consegui pegar o nome. Creio que esteja tudo certo na lista abaixo.

Disparada / Coração apaixonado / Eu sem você / Declaração de amor / Um beijo pra me enlouquecer / Rosto Molhado / Sempre vou te amar / Música nova / Os amantes (ah, se eu pudesse te abraçar agora) /Só dá você na minha vida / Adoro amar você / Fricote / Só o amor / Te amo cada vez mais / Vida minha / Evidências / Tocando em frente / Coração de menino / Difícil não falar de amor / Dengo / Você não vale nada, mas eu gosto de você / Chora, me liga / Tenho que sonhar (música nova) /Poeira da estrada / Dia de visita Fazenda / São Francisco / Menino da Porteira / Minha estrela perdida / Desejo de amar / Do outro lado do rádio (música nova) / Estou apaixonado / Quando o coração se apaixona / Me amarrei / Peão apaixonado / Disparada

No final, ele voltou para cantar a "A Jiripoca vai piar", mas só para o público, não deve entrar no DVD.

Por André Piunti às 06h59

13/01/2010

Programa Universo Sertanejo

Fala, pessoal.

Hoje estreia mais uma novidade aqui. É o primeiro programa Universo Sertanejo de rádio.

Realizado aqui na RadioUOL, as edições serão semanais, e entrarão no ar todas as quartas-feiras.

O legal desses programas online é que você pode ouví-los quando quiser, na hora em que quiser.

Para a estreia, além da seleção músical, claro, há uma conversa inédita que eu tive, no final do ano passado, com o cantor César Menotti.

Espero que vocês gostem. Desde já, aviso que vocês poderão pedir músicas através dos comentários do blog.

Para ouvir o programa, basta clicar na imagem abaixo.

Por André Piunti às 13h00


Bruto

Já comentei sobre eles aqui ano passado, mas vale voltar ao assunto, já que a dupla gravou seu primeiro DVD em novembro, aumentou seu público de forma bem significante e aparece como uma das boas promessas para esse ano.

Em meio a inúmeros novos nomes surgidos nesses últimos anos, João Carreiro e Capataz é um que tem aparecido por fazer algo diferente.

Assumindo a postura do "Bruto, rústico e sistemático", nome de sua canção mais famosa, que esteve na novela "Paraíso", a dupla deixa de lado o romantismo tão presente no sertanejo das últimas décadas e envereda por um estilo mais acelerado, com uma presença muito clara da influência do pagode de Tião Carreiro.

Às vezes, as letras beiram até a falta de educação, a grosseria, mas essa é justamente uma das características que tem ajudado a dupla a definir cada vez mais seu estilo.

Da indelicadeza de um "Vai/sai daqui", até "minha cobra hoje come muita perereca" ou "hoje a festa tá do c******", eles fazem um estilo que se não preza pela fineza, ao menos tem divertido cada vez mais gente.

A ideia do slogan "Os brutos do sertanejo" foi incorporada de vez, e um vídeo de divulgação da turnê, que você pode ver abaixo, dá a medida da postura que eles assumem e do potencial que eles têm.

Me parece - e isso agora é uma opinião pessoal - que eles são uma grande aposta para esse ano, muito pelo DVD que ainda será lançado.

Quando o DVD sair, eu publico uma entrevista com eles por aqui.

Por André Piunti às 02h32

12/01/2010

O novo DVD de Fernando e Sorocaba

Foram divulgados, hoje pela manhã, vídeos do novo DVD da dupla Fernando e Sorocaba, acústico, gravado em novembro do ano passado, em São Paulo.

Abaixo, você pode conferir o video da canção "Celebridade", e clicando aqui, pode ver as apresentações das músicas "Madri", "Até o final" e "A casa caiu".

Outra novidade é esse abaixo.

Nossa nova promoção, que começa nos próximos dias, sorteará um violino autografado pela dupla.

Depois a gente volta com o assunto.

Por André Piunti às 13h46


Rota Sertaneja volta ao ar

A notícia foi divulgada na semana passada, mas ainda vale o registro.

O programa Rota Sertaneja, apresentado por Juliano Cezar, vai voltar ao ar.

A atração foi para a Band, onde estreará no próximo domingo, 17, às 11h da manhã, faixa de horário com a qual o público de música sertaneja está meio acostumado, principalmente por causa dos programas regionais.

Quando forem divulgados, eu posto aqui os programas com seus respectivos entrevistados. Ontem, por exemplo, a produção esteve na casa do cantor Rick, gravando um dos programas com a dupla Rick e Renner.

O Rota Sertaneja estreou em abril de 2009 na RedeTV, aos sábados, às 14h, e ficou no ar por quase seis meses.

Por André Piunti às 02h14

11/01/2010

Bruno e Marrone, a dupla dos anos 2000

O encontro aconteceu vinte dias atrás, quando Bruno e Marrone estiveram em São Paulo para um fim de semana com duas apresentações no Credicard Hall.

A conversa com os dois tinha, entre outras coisas, a intenção de saber o que a dupla pensava sobre ser reconhecida como o principal nome da década passada no meio sertanejo.

Além do número de discos vendidos, que talvez nem dê muito para se considerar, por causa da pirataria, ninguém dominou tanto os rankings das rádios, levou tanto público aos shows e influenciou uma geração de novos cantores sertanejos, nos últimos dez anos, como eles.

Desde “Dormi na praça”, que revelou ao país, em 2000, uma dupla que já era muito conhecida dentro da música sertaneja, até “Amor não vai faltar”, o sucesso atual, a carreira de Bruno e Marrone teve muitos altos e quase nenhum baixo.

Todos os CD’s foram bem aceitos e trouxeram vários hits. Apesar de não terem sido os primeiros a utilizar o formato acústico (Chrystian e Ralf já haviam feito dois anos antes), a prática começou a se tornar comum a partir de Bruno e Marrone.

A opinião da dupla sobre o assunto e outras respostas você pode conferir no vídeo abaixo e no texto a seguir.

US: Muita gente ligada ao meio sertanejo defende que vocês foram a grande dupla da última década. Vocês concordam?

B: Acho que a gente não pode ter o direito de se considerar, acho que quem tem que ver esses méritos são os outros. A gente faz nosso trabalho há 23 anos, são 16 CD's gravados, 5 DVD's, e há 10 anos estourados nacionalmente.

Compete aos outros dar nota ou falar em qual posição a gente está. Eu acho que a gente faz um trabalho bem feito e, graças a Deus, as pessoas gostam. Se fosse escolher no dedo das mãos as duplas que fazem sucesso durante 10 anos seguidos, no topo, são poucos. Graças a Deus, pelos números, e pela realidade de mercado, nós estamos.

US: E esse sucesso se deve a alguma mudança? Vocês concordam que trouxeram algo novo pra música sertaneja?

B: Depois dos “AMIGOS”, a gente conseguiu mudar um pouco, a gente atingiu um público universitário, que a galera hoje fala que é universitária, a gente começou esse esquema.

Se você perguntar pro João Bosco e  Vinícius, pro Jorge e Mateus, eles vão falar isso, que o Bruno e o Marrone são referências.

Eu acho legal, eu acho que a gente marcou uma geração, uma década, com certeza.

US: No último ano, vocês lançaram o “De volta aos bares”, que tem características parecidas com o primeiro DVD de vocês, que além de acústico, reunia algumas regravações de músicas conhecidas...

M: A gente conseguiu, graças a Deus, acertar bastante o repertório desse mais recente trabalho. A gente pensou, repensou sobre essa galera nova que tá vindo aí. Essa coisa toda, quem começou foi a gente mesmo, primeiramente no acústico, então porque não fazer o "De volta aos bares", voltando lá atrás, mostrando a nossa origem nos bares?

A gente montou o repertório com as melhores músicas, pra gente, e o pessoal gostou muito desse trabalho nosso.

US: E essa ideia de acústico continua? Há um novo projeto para 2010?

M: Agora é hora de por a cabeça no lugar, descansar um pouco, curtir as férias, pra ver o que a gente vai fazer em 2010. A gente tá pensando em fazer um acústico, mas precisamos ver que nome nós vamos dar pro projeto, se vai ser mais um “De volta aos bares” ou outra coisa.

Pra isso, a gente tem que conversar, reunir o pessoal da gravadora, assessoria, empresário. Por enquanto, a gente tá só pensando mesmo.

US: O “De volta aos bares” teve “Amor não vai faltar” como o maior sucesso, é até hoje uma das músicas mais tocadas no país. Ela tem um estilo bem mais animado, mais adequado com o que se faz na música sertaneja hoje, o que deve ter dado a vocês um público novo. A ideia é essa mesmo, mudar de acordo com a época?

B: Eu acho interessante a gente ter a capacidade de renovar o nosso público. Eu acho que o grande artista é aquele que consegue permanecer por muito tempo renovando seu público e acompanhando o que tá acontecendo na atualidade musical.

O sertanejo universitário é nada mais que o andamento das musicas mais acelerado, e isso é muito fácil pra gente.

US:...mas a qualidade não caiu? Não tem muita coisa ruim?

Tem muita coisa ruim, tem muita coisa ruim, mas tem muita coisa boa, também. Pelo fato da facilidade de gravar um CD, um DVD, a facilidade do acesso na internet, muitos artistas despreparados gravam fora de hora, então a gente acaba tendo que ouvir coisa que não é legal, mas tem muita coisa boa sim, com certeza.

A gente acaba pegando um pouquinho de cada coisa, lógico, a gente não é bobo, e puxa o que o povo tá querendo. Se tá querendo uma coisa mais pra frente, vâmo embora, vâmo fazer mais pra frente.

___

Apesar de imaginar a resposta, já que a ideia da dupla sobre o mercado é muito clara, resolvi perguntar sobre o CD de bolero que o Bruno comentou uma vez que tinha plano de fazer, por curiosidade.

A resposta, bem humorada, eu deixei como um extra e publiquei abaixo.

Quando o “De volta aos bares” foi anunciado, muita gente pensou que a dupla faria um DVD só com regravações de músicas próprias que fizeram muito sucesso regional, mais no meio sertanejo. Como o projeto não era exatamente esse, teve gente que andou reclamando do repertório.

Como a resposta do Marrone acena para um projeto mais ou menos do estilo do último, dá para imaginar que alguns clássicos da dupla, como “Pago calado” ou “Faz de conta”, que não reapareceram em nenhum álbum de carreira, voltem à tona.

De qualquer forma, deve vir coisa interessante por aí.

Por André Piunti às 03h39


Hugo, Tiago, Zezé e Luciano

Estreou ontem, no UOL, o clipe da música “O amor de antes”, com Hugo e Tiago e Zezé di Camargo e Luciano, gravado em agosto do ano passado.

A canção faz parte do último CD de Hugo e Tiago, “Sou eu”.

Confira no vídeo abaixo.

Por André Piunti às 02h21


As boas-vindas

Faaala, pessoal!

Casa nova, cara nova, o mesmo blog.

Depois de quase dois anos no formato em que vocês conheceram, hoje o Universo Sertanejo estreia sua parceria com o UOL.

O mais importante de tudo, além de minha felicidade por ver o blog ganhando cada vez mais espaço, claro, é ver que a música sertaneja está cada vez mais presente aqui na internet, sendo tratada com todo o respeito que mais de 80 anos de história exigem e merecem.

Para quem está visitando o blog pela primeira vez, seja bem-vindo. Não há muito mistério, aqui se noticia sobre o sertanejo de qualquer época e de qualquer estilo, e cabe a vocês discutirem, concordarem ou não.

Quem quiser saber sobre mim e sobre o blog, ali na lateral há uma pequena biografia contando um pouquinho da história.

As postagens antigas poderão ser vistas daqui a pouco, só falta terminar a migração dos posts, dos comentários e etc, e logo estará tudo 100%.

O email de contato continua o mesmo e pode ser visto no "Sobre o blog", o twitter também continua o mesmo (@piunti), e ainda essa semana nós voltamos a abrir as assinaturas, para que vocês possam receber as notícias por email.

Aos leitores companheiros de sempre, obrigado. Tudo isso é muito pela ajuda de vocês.

=)

Por André Piunti às 01h35

Sobre o autor

André Piunti, 25 anos, é formado em jornalismo pela Facamp (Faculdades de Campinas). Natural de Campinas-São Paulo, criou o blog Universo Sertanejo no ano de 2007. Apresenta, desde janeiro de 2010, o programa Universo Sertanejo, líder de audiência na Rádio UOL. Além do blog e do programa, é responsável pelas coberturas especiais sobre música sertaneja no UOL. Apresenta, aos domingos, o Cowboy Nativa, para toda a rede Nativa FM. É autor do livro "Música sertaneja - Uma paixão brasileira".

Sobre o blog

O Universo Sertanejo teve início em 2007, como trabalho e conclusão de curso. A ideia de um portal, como previa o projeto, passou por mudanças e deu espaço a um blog, que se tornou referência em um pequeno espaço de tempo. Maior canal de notícias sobre música sertaneja, o Universo Sertanejo mantém suas atualizações diárias desde março de 2008. Veículo reconhecido no meio, juntou-se ao UOL em janeiro de 2010. contato@universosertanejo. com.br

Site Meter