UOL Música

Universo Sertanejo

03/04/2010

Victor Chaves na campanha por direitos autorais

Victor Chaves, da dupla Victor e Leo, compositor que mais arrecadou com direitos autorais em 2009, é garoto propaganda da campanha do ECAD (Escritório Nacional de Arrecadação e Distribiução) pela defesa dos direitos autorais.

Segue o vídeo.

Por André Piunti às 14h13


Cadê?

Recebi um email com uma música chamada "Cadê o silicone?", mais um exemplo do ótimo - e às vezes duvidoso - humor dos sertanejos.

A música tem jeito de rodar bastante a internet, principalmente por causa do tema.

O cantor é Rodrigo Reis, e a música se chama "Cadê o silicone?".

A canção cita Bruno e Marrone, só para dar uma prévia.

Por André Piunti às 00h01

02/04/2010

Emoções Sertanejas

E foi ao ar, ontem, o especial "Emoções Sertanejas", no qual Roberto Carlos cantou ao lado de vários nomes da música sertaneja.

Como dito ontem, o próprio Roberto havia pedido que nenhum artista fosse cortado, e acabou que todas as apresentações foram ao ar (ainda que de forma parcial).

Por uma questão lógica de audiência levando-se em conta o apelo de cada artista, a ordem das apresentações foi alterada.

A participação de Tinoco foi resumida, mas ainda assim muito bem lembrada. Aos que perguntaram, ele não chegou a cantar mesmo, na verdade subiu ao palco para receber uma homenagem.

Apesar de a televisão ter um ar mais frio, por causa dos comerciais e etc, creio que todos puderam ver que foi um evento emocionante.

As principais críticas que eu li via twitter foram pelo fato de a apresentação do Milionário e José Rico não ter sido exibida na íntegra.

O que chegou até a mim foi que houve um problema na apresentação deles e que não houve tempo para que ele fosse resolvido.

Confirmando a informação, eu conto aqui para vocês.

Pelo que eu vi no twitter, a maioria gostou.

O que vocês acharam?

Por André Piunti às 14h34

01/04/2010

Todo mundo lá?

A Globo exibe hoje, após a novela "Viver a vida", o especial "Emoções Sertanejas", show realizado por Roberto Carlos ao lado de vários nomes da música sertaneja.

Isso talvez não seja novidade para ninguém, já que o programa está sendo anunciado desde o começo da semana, mas a notícia interessante é que, segundo informações que alguns artistas participantes receberam, não haverá cortes, todos irão ao ar.

O pedido para a exibição na íntegra teria partido do próprio Roberto.

É uma decisão um tanto improvável pela questão da duração do show, de quase duas horas, mas sem dúvida seria o ideal a ser feito.

Agora é aguardar para ver.

Para quem quiser acompanhar o roteiro e conferir se ele foi seguido ou não, abaixo vai a sequência de como foram as apresentações.

___

Milionário & José Rico - "A Distância"
César Menotti & Fabiano - "Proposta"
Nalva Aguiar - "As Curvas da Estrada de Santos"
Gian & Giovani - "Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo"
Martinha - "Alô"
Bruno & Marrone - "Desabafo"
Paula Fernandes e Dominguinhos - "Caminhoneiro"
Sérgio Reis - "Todas As Manhãs"
Almir Sater - "No Quintal do Vizinho"
Elba Ramalho - "Esqueça"
Victor e Léo - "Jesus Cristo"
Roberta Miranda - "Eu Disse Adeus"
Zezé Di Camargo & Luciano - "O Portão"
Zezé Di Camargo & Luciano e Daniel- "Quando"
Daniel - "Do Fundo do Meu Coração"
Rionegro & Solimões - "Sentado à Beira do Caminho
Leonardo - "Por Amor"
Chitãozinho & Xororó - "Eu Preciso de Você"
Leonardo e Chitãozinho & Xororó - "É preciso saber viver"
Roberto Carlos - "Como é grande o meu amor por você"
Roberto Carlos - "Cavalgada"
Roberto Carlos e convidados - "Eu quero apenas (um milhão de amigos)"

Por André Piunti às 10h52

31/03/2010

Luiz Cláudio, Fernando e Sorocaba no "Direito de viver"

Ontem, em São Paulo, aconteceu a primeira noite de gravações do DVD "Direito de Viver", em comemoração aos 10 anos do projeto.

Fiz a cobertura do show pro UOL, e você pode ler o texto aqui.

Por estarem 13 artistas reunidos, os camarins foram uma atração a parte.

A dupla Fernando e Sorocava e o cantor Luiz Cláudio estavam em um mesmo camarim, então eu aproveitei para pedir que eles cantassem algo juntos, já que fazia tempo que os três estavam ali brincando com um violão.

Eles escolheram "Dois apaixonado", do Luiz Claudio e Giuliano, e o video vai abaixo.

Entre as conversas, surgiu uma novidade.

Zezé di Camargo e Luciano acabaram de gravar "Mentes tão bem", da dupla Luiz Cláudio e Giuliano, e Luiz Cláudio foi convidado para fazer uma partipação na música.

Sobre o vídeo, quem aparece tirando foto com um celular é o Guilherme, do Santiago, e quem aparece na porta para assistir é o Cézar, do Paulinho.

Por André Piunti às 14h59

30/03/2010

Promoção - Dia das mães com Bruno e Marrone

A dupla Bruno e Marrone está lançando uma promoção do dia das mães, e junto dela, a canção "Sinônimo de amor", que já pode ser ouvida pelas rádios do país (e pode ser conferida ao final desse texto).

Aliás, o CD "De volta aos bares", que a dupla segue trabalhando, será relançado nos próximos dias com essa música e com uma capa diferente.

A boa notícia é que nós estamos dentro dessa promoção =)

Cinco leitores do Universo Sertanejo vão levar suas mães para assistir a um show exclusivíssimo, voz e violão, de Bruno e Marrone.

A apresentação será realizada no Buffet Planeta Kids, em São Paulo.

Esse show particular acontecerá no dia 05/05, uma quarta-feira.

Como faz para participar?

Através dos comentários dessa postagem, vocês deverão responder:

"Por que sua mãe é sinônimo de amor?".

As cinco respostas mais bonitas ganham.

A promoção é extensa, vai até dia 30 de abril, então dá tempo de formular bem e participar bastante. Vocês podem participar com quantas frases quiser.

Não se esqueçam de deixar o email de vocês, pois é a única forma de eu me comunicar com os vencedores.

Por André Piunti às 12h48


Eu acabo voltando...

A dupla Marcos e Belutti, que lança seu novo trabalho em abril, fez uma regravação interessante nesse novo CD.

Trata-se da canção "Eu acabo voltando", de Zezé di Camargo e Luciano, gravada em 1995.

Se relembrar canções dos anos 1990 não é nenhuma novidade, a canção escolhida pela dupla, mesmo tendo sido regravada algumas poucas vezes, é valida por sair daquele círculo insistente de músicas antigas que todo mundo regrava.

Como imaginei que a notícia despertaria a curiosidade de muitos aqui, resolvi postar a música abaixo para que vocês possam ouvir.

Por André Piunti às 01h18

29/03/2010

Melhores do ano e Troféu Imprensa

Para deixar registrado, ontem foi ao ar a entrega de dois almejados prêmios da televisão.

O "Melhores do ano", do "Domingão do Faustão", e o "Troféu Imprensa", do SBT.

O "Troféu Imprensa" não premiou nenhum sertanejo.

Já o "Melhores do ano", sim.

Luan Santana, como não poderia deixar de ser, ganhou como "Revelação musical", e Victor e Leo venceram como "Grupo/Banda ou Dupla".

Por André Piunti às 18h33


Sertanejos no Jornal da Record

O Jornal da Record exibe, a partir de hoje, segunda-feira (29), uma série de entrevistas com artistas sertanejos que se destacaram nesses últimos anos.

O título da reportagem é "O novo sertanejo - A paixão do Brasil", e será exibido durante toda essa semana (até sábado).

Entre os entrevistados, estarão nomes como Fernando e Sorocaba, Maria Cecília e Rodolfo, Eduardo Costa, Marcos e Belutti e Luan Santana.

O Jornal da Record começa às 20:10.

Por André Piunti às 14h12


E quem segura os dois?

Eles estiveram ontem, pela primeira vez, no programa do Faustão.

Não completaram três anos de carreira ainda, mas já estão entre os artistas brasileiros que mais fazem shows.

Logo após a apresentação na Rede Globo, partiram para Jundiaí, onde se apresentaram sobre um trio elétrico, durante uma festa em que eram as grandes atrações ao lado de Ivete Sangalo.

Maria Cecília e Rodolfo formam a primeira dupla sertaneja mista a conseguir destaque nacional depois que o sertanejo se tornou a grande música popular do país, a partir dos anos 1980.

Fazem o sertanejo novo, foram alvos de críticas logo que apareceram, mas conquistaram um público fiel que conta com uma faixa etária curiosa: as crianças, que receberam, inclusive, um site destinado exclusivamente a elas.

A dupla é um dos grandes exemplos de como o trabalho nos bastidores se tornou tão importante quanto o feito em cima dos palcos, por mais desoladora que a afirmação possa aparecer para alguns.

O responsável por toda a administração da carreira da dupla responde pelo nome de Eduardo Maluf, conhecido no meio como Du Maluf, sul-matogrossense de 29 anos.

De todos os empresários das duplas recentes, Du Maluf é dos mais conhecidos e procurados.

Seu escritório recebe frequentemente trabalhos de novas duplas a procura de um tutor. Seu êxito não é gratuito. O empresário foi um nomes por trás do sucesso do grupo Tradição, onde não tinha, porém, total autonomia como tem hoje.

Assistindo ao concorrido mercado da atualidade, apostou em uma dupla formada por um homem e uma mulher, algo que não apresentava muitas garantias de sucesso. Ele explica ao blog:

"Chegou o momento em que eu achei que devia fazer do meu jeito, em que eu tivesse autonomia, e decidi ir atrás de um produto diferente. Havia muita coisa surgindo, e tudo muito parecido.

Vi nos dois algo novo, um rapaz e uma moça cantando sertanejo. É arriscado quando você não tem um projeto, não entende como deve ser feito o trabalho. Eu gosto de apostar em coisas novas, por isso acreditei na ideia da dupla."

Maluf faz questão de ressaltar a amizade de longa data com Ivan Miyazato, o produtor sertanejo mais bem sucedido da atualidade, com quem passou toda a juventude buscando destaque no meio sertanejo.

Por curiosidades do destino, ambos começaram a ter sucesso em suas profissões praticamente na mesma época, e a amizade dura até hoje. Miyazato, por sinal, é produtor de Maria Cecília e Rodolfo.

Apesar de a aposta em uma dupla mista ter chamado atenção, outra ideia do empresário foi mais do que comentada no meio sertanejo: placas de publicidade em jogos de futebol.

O nome "Maria Cecília e Rodolfo" chegou a ser estampado, entre outras partidas, em um jogo da seleção brasileira válido pelas eliminatórias da Copa do Mundo.

A ação publicitária gerou comentários que tratavam o empresário como "louco" e "irresponsável", e diante da situação, Maluf ri e explica:

"Eu tenho uma marca valiosa na mão e tenho que defendê-la. Não estou pensando nesse ano, no ano que vem, estou pensando lá na frente. Me preocupo com o nome, com a imagem dos dois.

Quando todo esse momento do sertanejo passar, quero que a dupla seja lembrada, e para isso é preciso investir. Temos um público para cuidar, recebemos crianças no camarim, tenho uma responsabilidade grande."

Sobre a imagem de chefão, que manda em tudo e a dupla somente obedece, Maluf discorda:

"Não tem nada disso, de forma nenhuma. Eu sou empresário, tenho minhas obrigações, mas as coisas deram certo porque existe uma parceria. Antes da gravação do novo disco, nós sentamos e chegamos a discutir algumas músicas, e discutimos de igual pra igual.

É claro que eu insisto no que eu quero até o fim, mas sem essa relação de parceria e confiança, as coisas não teriam dado tão certo.

Eles sabem que quando eu paro pra negociar um novo show, eu faço de tudo para que eles tenham a melhor condição possível na apresentação. Eu que negocio, eu que discuto, que resolvo qualquer problema, e eles reconhecem esse valor."

Apesar de se preocupar com o futuro da dupla, o empresário não prevê um fim breve para esse forte e rentável movimento sertanejo, ao contrário do que se comenta.

"Há espaço para novas duplas, sim. A quantidade de festas pelo Brasil não para de crescer, e começam a sobrar datas, gente interessada em contratar, em fazer festas boas. Não acredito que todo esse movimento vá acabar logo, não."

Maria Cecília e Rodolfo lançaram seu novo trabalho no começo desse mês, trabalham nas rádios a canção "Os dias vão", e já tem shows agendados até o final do ano.

No Faustão, ontem, receberam o simbólico disco de ouro pelo penúltimo trabalho, conquista pouco comum para a situação atual.

Por André Piunti às 01h24

28/03/2010

Ah, Domingo...[30]

No início do século passado, bem no início da música caipira, as canções tratavam basicamente de dois assuntos: o cotidiano da vida no campo e religião.

Quando não se escrevia sobre as alegrias e dificuldades de se viver na roça, o assunto era a devoção.

A principal manifestação religiosa dos sertanejos se dava através da Folia de Reis, comemoração católica de origem portuguesa trazida para o Brasil ainda na época da colonização.

A forma de cantar e as letras das canções de Folia de Reis são bem características, e tiveram uma grande influência no processo de formação da música caipira.

O vídeo de hoje não é antigo, é do ano passado, mas mostra o encontro de duas gerações sertanejas defendendo uma tradição tão antiga e tão importante.

Abaixo, André e Andrade, ao lado das Irmãs Freitas, cantando "A Folia do Divino".

Por André Piunti às 06h33

Sobre o autor

André Piunti, 25 anos, é formado em jornalismo pela Facamp (Faculdades de Campinas). Natural de Campinas-São Paulo, criou o blog Universo Sertanejo no ano de 2007. Apresenta, desde janeiro de 2010, o programa Universo Sertanejo, líder de audiência na Rádio UOL. Além do blog e do programa, é responsável pelas coberturas especiais sobre música sertaneja no UOL. Apresenta, aos domingos, o Cowboy Nativa, para toda a rede Nativa FM. É autor do livro "Música sertaneja - Uma paixão brasileira".

Sobre o blog

O Universo Sertanejo teve início em 2007, como trabalho e conclusão de curso. A ideia de um portal, como previa o projeto, passou por mudanças e deu espaço a um blog, que se tornou referência em um pequeno espaço de tempo. Maior canal de notícias sobre música sertaneja, o Universo Sertanejo mantém suas atualizações diárias desde março de 2008. Veículo reconhecido no meio, juntou-se ao UOL em janeiro de 2010. contato@universosertanejo. com.br

Site Meter