UOL Música

Universo Sertanejo

09/10/2010

Vídeos

Quem não viajou no feriado e gosta de ficar passando o tempo na internet, provavelmente vai atrás de alguns vídeos interessantes para assistir nesse feriado.

Nesse sábado, então, vou deixar três sugestões agradáveis, ou ao menos interessantes, de vídeos.

O primeiro vídeo é de uma matéria do TV Fama, que conversou com o Rick sobre o caso da latinha atirada nele durante o show. 

___

A segunda sugestão é a participação da dupla Marcos e Belutti no programa Pânico, da rádio Jovem Pan, no mês passado. Lembrando que se trata de um programa de humor.

Parte 2 - Parte 3 

___

O terceiro vídeo é um especial que o programa do Odair Terra fez com João Carreiro e Capaz, dupla que continua sendo a grande aposta de muita gente. 

Por André Piunti às 01h50

08/10/2010

Três Anos de Universo Sertanejo

Amanhã, dia 9 de outubro, o Universo Sertanejo completa três anos.

São três anos, exatos, de atualizações diárias, de conteúdo próprio, sobre música sertaneja de todas as épocas.

Na época, Victor e Leo eram novidade, o Michel ainda estava no Tradição, Jorge e Mateus começavam a colher os frutos de um disco caseiro, Edson e Hudson cantavam ainda em dupla, Luan Santana era só mais um menino sonhando em virar cantor e Marcos e Belutti nunca tinham cantado juntos.

A ideia do blog não surgiu por causa do movimento universitário que crescia, até porque ele não era tão forte em todo o Brasil (na minha região, por exemplo, chegou muito tarde).

Ainda como projeto de conclusão de curso na faculdade, o blog entrou no ar com o intuito de informar, e continua na mesma linha até hoje.

Muita gente que conheceu o blog esse ano não sabe que ele foi por dois longos anos mantido de forma independente, fazendo a divulgação via redes sociais, o boca a boca online. Mantive por gostar e por acreditar que ele teria espaço em um grande veículo.

Passei pela complicada relação com assessorias no começo, que ainda não estavam acostumadas a veículos de internet, fiquei horas e horas esperando entrevistas ao lado de vários outros jornalistas que formam uma volumosa mídia sertaneja, principalmente impressa, e desempenhei o honroso papel de chato, algo indispensável na profissão.

Em maio do ano passado, fui convidado para fazer a cobertura de Barretos para o UOL, que aconteceria em agosto. Depois disso, passei a realizar coberturas de shows e DVD's, e o convite para levar o blog ao portal acabou sendo consequência.

Hoje, tenho o blog, que é minha principal função, faço o programa Universo Sertanejo na Rádio UOL, que é o mais ouvido da rádio desde a sua estreia, escrevo matérias sobre sertanejo para o UOL, e há dois meses, apresento o Cowboy Nativa, na Nativa FM.

Em julho, o blog passou de um milhão de acessos só esse ano, e o programa bateu a marca 500 mil ouvintes.

As "Rapidinhas", uma das primeiras seções do blog, já são tradicionais em centenas de rádios distribuídas pelo país. As informações divulgadas aqui, já somam mais de 10 mil referências em outros sites.

Por causa de todo esse trabalho, publiquei um livro e escrevo, atualmente, outros dois.

Mais importante que manter o maior ou mais respeitado veículo de informação sertanejo, é poder viver estudando, ouvindo e escrevendo sobre música sertaneja, e saber que tanta gente divide um prazer semelhante, de acessar diariamente esse espaço para criticar ou elogiar algum trabalho ou artista.

Que venham mais anos felizes como esses três =)
___

Refiz, esses dias, um twitter antigo do blog, que acabou ficando de lado. Quem quiser acompanhar, é só seguir o @USertanejo. O meu pessoal, continua @Piunti.

___

Na semana que vem, entra no ar uma promoção de aniversário, que vai contar com vários presentes especiais, para os mais variados gostos.

Por André Piunti às 00h40

07/10/2010

Uma noite sertaneja no Rio

Na semana passada, acompanhei a apresentação de César Menotti e Fabiano na casa "Lapa 40 Graus", na Lapa, tradicional e boêmio bairro carioca.

O local tem o dançarino Carlinhos de Jesus como um dos sócios.

A apresentação da dupla aconteceria no ano passado, mas por causa do apagão que atingiu grande parte do Brasil, o show não pôde ser realizado.

Esse ano, a apresentação foi fechada quatro dias antes, então não houve tempo de realizar uma divulgação correta, foi muito mais via internet e no boca a boca.

No entanto, independentemente da divulgação, os ingressos esgotaram pouco antes do início do show.

Nada comparado a um show com o qual a maioria está acostumada. A capacidade era de 1600 pessoas, mas a ausência de divulgação poderia atrapalhar o resultado final.

Com a casa cheia, o que se viu durante a apresentação foi uma platéia cantando, empolgada, canções como "Caso Marcado", "Como um anjo" e "Aqui não", músicas que já não são o ponto alto da dupla há um bom tempo.

É como se aquela ascensão de César Menotti e Fabiano, vista entre 2006 e 2007, estivesse acontecendo esse ano entre um público de classe média para cima.

A rotatividade de duplas renomadas na capital tem aumentado - no interior do Rio, a presença das duplas já é algo quase comum.

No último domingo, o jornal carioca Extra publicou uma matéria extensa falando sobre música sertaneja, e o tom didático do texto mostra, bem claramente, que a publicação fala para um público que ainda está aprendendo a conhecer essa nova geração de sertanejos. 

Por trás dessa entrada na capital, está o dono da Candelabro Eventos, Joselito Silva, criador do "Festival Rio Sertanejo", nome utilizado todas as vezes em que ele leva uma dupla para se apresentar na cidade.

A criação do nome "Festival Rio Sertanejo" se deu no final de 2008, com o intuito de fortalecer o sertanejo na capital.

"A ideia era tentar potencializar o gênero dentro do Rio de Janeiro. Através de informações que a gente tem por meio de pesquisas, tem muita gente de outros estados que moram aqui, e mesmo estando fora das suas cidades de origem, elas não deixam de consumir o que é consumido lá. Com o gênero crescendo em outros estados, resolvi investir nisso. Os primeiros artistas que eu trouxe foram o César Menotti e o Fabiano, esgotamos três noites no Canecão, deu muito certo."

Em relação ao público, o empresário diz que não apenas as classes mais altas estão consumindo o sertanejo: "hoje, a realidade é que o público universitário é o que domina, é o que movimenta, mas não é o único foco do trabalho. Por mais que o público seja mais A e B, o C se mistura nesses eventos, participa, tem que ser assim".

Na sequência dos eventos sertanejos na cidade do Rio de Janeiro, os próximos a se apresentar são Michel Teló e a dupla Zé Henrique e Gabriel.

Por André Piunti às 14h51


Alô

Chitãozinho e Xororó gravaram "Alô" em 1999.

Um ano antes, a canção havia sido gravada pela dupla country "Par ou Ímpar".

Conversando com pessoas que gostam de Chitão e Xororó e que acompanharam o sucesso dessa música, percebi que muita gente não tinha ideia de que ela era uma regravação.

Procurando na biografia de um dos integrantes, Sério Carrer (o Feio, presente em várias produções dos anos 1990, principalmente as de Sandy e Jr), li que a canção foi uma das mais tocadas em todo o Brasil em 1998. Não me lembro, realmente, desse sucesso.

Lembro muito bem de quando ouvia a canção nas rádios de Campinas e dos comentários que surgiram quando Chitão e Xororó decidiram fazer a regravação (a dupla morava e ainda mora aqui na cidade).

Curiosamente, ouvi mais críticas do que elogios, já que a dupla estava "regravando uma música que não tinha nada a ver com sertanejo". Depois de bons anos procurando essa primeira versão de "Alô", um vídeo foi postado no YouTube em março.

Quem tiver curiosidade, abaixo o clipe de "Alô", com "Par ou Ímpar".

Por André Piunti às 10h34


Programa Universo Sertanejo #39

Fala, pessoal.

Entrou no ar, no final da tarde de ontem, a trigésima nona edição do programa Universo Sertanejo, na Rádio UOL.

Nessa edição, um especial para o dia das crianças.

Sertanejos cantando músicas para crianças e sobre crianças.

Chitãozinho e Xororó ao lado de Sandy e Jr, Jorge e Mateus cantando Ilariê, e uma parceria muito pouco conhecida, de Zezé di Camargo e Luciano com a turma mais recente do Balão Mágico, cantando "Somos Amigos".

Como sei que muita gente vai ficar curiosa com essa versão, posto a seguir.

___

Quem quiser ouvir o programa, basta clicar na imagem abaixo.

Por André Piunti às 08h31


Cruzeiros, cruzeiros e cruzeiros

Sempre chegam emails perguntando se vai ter ou não alguma promoção para levar fãs aos cruzeiros dos sertanejos.

Não posso afirmar que haverá aqui no blog, mas pode ser que tenha mais para frente, sim.

Hoje, três grandes rádios de São Paulo realizam promoções com cabines (Nativa, Gazeta e Tupi), uma para cada cruzeiro diferente.

Nessa semana, publiquei por aqui que o cruzeiro do Daniel, marcado para dezembro, já está esgotado (e está mesmo, não é nenhuma estratégia).

O próximo cruzeiro a ser realizado e que ainda está com as vendas abertas, é o do Luan Santana, que acontece entre 14 e 17 de dezembro.

As cabines custam, em dólares, de U$729 até R$989 (os detalhes podem ser conferidos no site da Olympia Cruzeiros, empresa que realiza as viagens.

Para o ano que vem, foram anunciadas duas novidades: o de Jorge e Mateus passará pelo Rio de Janeiro (no último ano não passou), e o de Zezé di Camargo e Luciano, além de passar também pelo Rio de Janeiro, agora terá 5 dias de viagem, e não 4, como de costume.

Por André Piunti às 08h29

06/10/2010

A nova cara de Bruno e Marrone

Uma das duplas que mais causa discussões em postagem aqui é Bruno e Marrone.

A maior delas foi por causa do "De Volta aos Bares", logo que foi lançado

Não sei exatamente por qual motivo, mas creio que seja pela variedade de públicos que eles têm, já que atravessaram algumas fases diferentes da música sertaneja.

A dupla admirada por muitos pelas interpretações intensas do Bruno, de boleros e de canções românticas, é a mesma que estourou no país com "Dormi na Praça", coisas totalmente diferentes.

O "De Volta aos Bares", do ano passado, já dava indícios de que a cabeça da dupla já estava pendendo para esse estilo mais novo de sertanejo, tanto que o grande sucesso do disco foi "Amor Não Vai Faltar", uma composição de Marco e Mario, dupla da nova geração.

O CD que está chegando às lojas agora, "Sonhando", mostra que a dupla incorporou, de fato, os novos tempos.

O disco traz cinco regravações, algumas delas de duplas novas ainda pouco conhecidas, com destaque para "Tentativas em Vão", do Garota Safada, e "Seu Polícia", já gravada por um bom número de artistas.

O diferencial do trabalho é, mais uma vez, a interpretação do Bruno, que deixa as músicas mais simples bem mais interessantes de ouvir.

A produção ficou por conta do Marcio Kwen.

Bruno é um dos sertanejos mais diretos em suas entrevistas, o que já o fez cair em polêmicas mesmo sem ter a intenção.

Em uma entrevista que eu fiz no começo do ano com ele, perguntei sobre um CD de boleros que ele comentou que tinha vontade de lançar.

A resposta dele foi das mais sinceras.

___

Abaixo, coloco três canções que mostram um pouco do que pode ser visto no novo trabalho.


As duas primeiras, "Tentativas em Vão" e "Cai na Real".

___


A terceira, bem mais romântica, "Não posso evitar".

Por André Piunti às 10h13


O DVD de Paula Fernandes

Ontem, em São Paulo, houve a gravação do primeiro DVD da Paula Fernandes.

Além da partipação de Leonardo e do Victor e Leo, Paula regravou "Tarde Demais", do Zezé di Camargo e Luciano, e apresentou uma canção escrita ao lado do Zezé, chamada "Pra Você".

Fiz a cobertura para o UOL e o texto e um álbum de fotos podem ser conferidos abaixo.

___

Paula Fernandes canta inéditas e divide o palco com Victor e Leo e Leonardo em gravação de DVD

Álbum de fotos

A cantora Paula Fernandes gravou, na noite de terça-feira (5), o primeiro DVD de sua carreira.

A gravação aconteceu nos Estúdios Quanta, em São Paulo, para um público de aproximadamente 400 pessoas, entre convidados e fãs sorteados em promoções. O registro tem previsão de lançamento para o início do ano que vem, pela Universal Music.

Considerada a principal aposta feminina da música sertaneja, Paula abriu o show com sua primeira canção a despontar nas rádios, "Pássaro de Fogo", seguida de "Meu Eu Em Você", composição dela que se tornou um dos primeiros sucessos de Victor e Leo.

A terceira canção foi uma parceria ainda desconhecida do público: "Pra Você", escrita ao lado de Zezé di Camargo.

A cenografia do show era simples, com galhos repletos de folhas que apenas mudavam de cor de acordo com a iluminação. Durante a apresentação, a cantora fez três pequenas pausas para a troca de figurino.

A primeira participação da noite foi do cantor Leonardo na canção "Tocando em Frente", gravada recentemente por ele ao lado de Paula especialmente para a trilha sonora da novela "Araguaia" (leia mais)

Por André Piunti às 10h13

05/10/2010

"Tem espaço pra muita gente ainda", diz Marcos Mioto

Quantas festas na sua região foram realizadas esse ano?

Quantos shows dos mesmos artistas, em um raio de 100 quilômetros, você foi ou poderia ter ido?

Com o número crescente de festas no Brasil, é cada vez mais difícil que alguma consiga se destacar diante das outras.

Um festival iniciante consegue, com certa facilidade, levar os mesmos sertanejos que tocaram em Barretos.

Marcos Mioto é figura respeitada no meio sertanejo, considerado o maior contratante de shows hoje do país - rótulo que ele prefere não usar.

Há 17 anos trabalha na área, ou seja, pegou a geração dos anos 1990 e passou por todas as mudanças dos anos 2000.

Presente nas mais diversas festas do país, Mioto afirma que faltam duplas para suprir o número de festas ao redor do país: "tem muita dupla hoje, mas tem muito mais festa ainda".

Conversei com Mioto sobre o mercado de shows, oportunidades para novas duplas e sobre como aproveitar os espaços vazios.

___

-Você tem ideia de quantas festas são realizadas no país, entre grandes e pequenas?

Posso te responder, brincando, que se você se concentrar aqui na nossa região, com São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Goiás e agora também o Rio de Janeiro, nós temos, por baixo, três mil rodeios. Nem todos realizam shows, mas a grande maioria realiza. Já dá pra tirar uma ideia.

-Hoje, há duplas sertanejas em todas as regiões cantando todos os estilos possíveis. Por que, então, sobram datas em festas?

Uma estratégia muito utilizada é você se destacar na sua região, ficar forte nela, e depois partir pra outras. O Michel Teló é o Gusttavo Lima são exemplos mais recentes, que fizeram nome em Campo Grande e Goiânia, respectivamente, e aí foram pra São Paulo. Mas tem vezes que o artista não consegue fazer esse caminho, e fica só na sua região. Acaba que você tem um artista forte, reconhecido, mas não tem como vendê-lo em outros estados. Você chega numa região, e vê um monte de dupla tentando destaque por ali, por isso se diz que tem dupla demais.

-E é por isso que as grandes festas, hoje, têm programações semelhantes...

É isso. Em certa região, você vê um monte de artistas, mas quando você sai, é João Bosco e Vinícius, Jorge e Mateus, Fernando e Sorocaba... Existe muito espaço por isso. Tem muita gente boa, mas que acaba não conseguindo sair da sua região.

-O que uma dupla iniciante precisa precisaria fazer para pegar esses espaços vazios?

Eu recebo, por mês, de 30 a 40 CD's de artistas novos, não só sertanejos. A intenção é de que eu venda o show, mas na maioria dos casos não tem algo que eu possa fazer por eles. Eu trabalho com festas de um porte um pouco mais elevado, então pra uma dupla começar a tocar, tem que ter uma ou duas músicas fazendo algum barulho. Aí sim, eu consigo firmar uma parceria, dar uma força.

-Você concorda que hoje é mais fácil fazer sucesso?

De 1994 até 2002, as gravadoras mandaram demais. Era difícil ter uma abertura, porque elas dominavam tudo, e tocavam de aquilo que tinham de melhor. Hoje, é muito diferente. O artista só depende dele pra ser sucesso, depende do trabalho que ele faz. Não é que seja fácil, mas é mais acessível. Tem muita oportunidade, também. Pra você ter uma ideia, dos anos 1990 pra cá, por baixo, dobrou o número de festas do Brasil.

-Ao que se deve essa crescimento de festas?

De uns 5 anos pra cá, os sertanejos foram muito inteligentes. Misturar os ritmos ao estilo foi a grande ideia que resultou em festas com públicos muito diferentes. Virou uma música muito abrangente. Não é por acaso que o Rio de Janeiro e Santa Catarina agora têm sertanejo se destacando. Entrar no Sul do país era uma dificuldade imensa. E mais inteligente ainda, é que as duplas, quase todas, souberam aproveitar o que as duplas dos anos 90 tinham de bom, ninguém renegou ninguém. O grande exemplo é o sucesso que "Como um anjo" fez com César Menotti e Fabiano.

Eu fui em um show do Luan em Americana, e vi, no público, uma turminha no estilo do Restart. No dia do Jorge e Mateus, eu vi a mesma turma lá. Essa foi a grande sacada, saber ser o mais abrangente possível.

Essa demanda tão grande por duplas significa que essa geração vai se manter ainda por muito tempo?

Olha, eu acho que tem relação sim, vai depender do trabalho que os novos artistas fizerem. Espaço, sem dúvida, tem. Hoje, ainda, você vê demais os mesmos shows em todas as festas. É Jorge e Mateus, Luan Santana, Fernando e Sorocaba, João Bosco e Vinícius, Maria Cecília e Rodolfo... qualquer festa que você procurar, eles vão estar. Do ano passado pra esse, o mercado continuou crescendo, e muito. Os espaços estão aí.

Por André Piunti às 12h43


"Quem ama, chora", a nova música de Gino e Geno

Gino e Geno, que estão terminando seu novo álbum, trabalham agora a canção "Quem ama, chora", de autoria do Rick, que também é produtor do disco.

Diferentemente dos outros lançamentos, a dupla vem agora com uma canção bem mais romântica, um sambinha.

A canção pode ser conferida abaixo.

___

Quem ama, chora
(Rick)

Eu confesso, não sei
Se o amor que eu te dei
Valeu

Ou foi tudo ilusão
Pois o meu coração
Se perdeu

E do sonho de amar
De contigo ficar
Acordei
Procurei no seu lado da cama
O querer de quem ama
E não encontrei

Me sentindo num abismo profundo
Pus a boca no mundo
E chorei

Chorei
Quem ama, chora
Se quem ama vai embora
Com medo da escuridão
Da solidão que me apavora

Eu sei
Quem ama, sabe
O que faz uma saudade
Quando a gente dorme com
E acorda sem felicidade

Hoje eu to à procura
Preciso da cura
Pro mal

E tenho ainda esperança
E eu quero a bonança
Depois do vendaval

Porque já pedi perdão
Abri o coração
Me entreguei

Sem saber o que foi que eu fiz
Deixei de ser feliz
Onde foi que eu errei

Me sentindo num abismo profundo
Pus a boca no mundo e chorei

Por André Piunti às 01h58


Três notinhas...

Mais três notinhas rápidas...

-Michel Teló

Amanhã, em São Paulo, no Café de la Musique, acontece a festa de lançamento do CD/DVD do Michel Teló.

___

-Rionegro e Solimões

A dupla, que prepara trabalho novo para esse segundo semestre, lançou seu site novo ontem.

___

-Victor e Leo

Semana passada, publiquei a música que a dupla gravou ao lado de Renato Teixeira e Sérgio Reis. Há, também, o vídeo da apresentação. A canção se chama "E quando o dia nascer".

Por André Piunti às 00h58

04/10/2010

Michel Teló no Faustão

O cantor Michel Teló participou, ontem, do "Domingão do Faustão".

Foi a primeira vez que ele se apresentou no programa como artista solo. Antes, ele já havia se apresentado com o "Tradição".

Michel entrou cantando "Fugidinha", seu grande sucesso atual, mas apresentou também outras canções.

Abaixo, segue o vídeo de um trecho de "Saudade da Minha Terra".

Outro vídeos da participação dele podem ser conferidos aqui e aqui.

Por André Piunti às 16h17


Rapidinhas...

-Paula Fernandes

A cantora grava, amanhã, o primeiro DVD da carreira, com participações de Leonardo e Victor & Leo.

___

-João Bosco e Vinícius

A dupla já trabalha na escolha de repertório de seu novo disco, que deve ser gravado em estúdio.

___

-Daniel

O cruzeiro do cantor Daniel, marcado para dezembro, está com todas suas cabines vendidas.

___

-Zezé di Camargo e Luciano

No próximo dia 21, a dupla Zezé di Camargo e Luciano realiza um show no Terraço Daslu, em um projeto que recebeu o nome de "In Love". Os ingressos, por pessoa, custam a partir de R$ 500. 

___

-Hudson

O cantor anunciou que vai convidar seu irmão para participar de seu próximo DVD, em um circo. A notícia pode ser aqui.

___

-Eduardo Costa

O cantor gravou, no último sábado, o segundo DVD da carreira. A cobertura pode ser vista aqui.

___

-Jorge e Mateus

A dupla realiza o lançamento do seu novo CD, "Aí Já Era", em um show em Itumbiara-GO, no próximo dia 11.

___

-Aniversário

O Universo Sertanejo faz 3 anos na sexta-feira, e uma grande promoção entra no ar na semana que vem.

___

-Twitter

As notícias do blog também podem ser acompanhadas através do Twitter - @USertanejo.

___

-Victor e Leo

A dupla lança nas rádios, hoje, a primeira música de trabalho do novo CD, que sera lançado em novembro. A canção "Boa Sorte Para Você" pode ser ouvida abaixo. Hoje, aliás, é aniversário do Leo.

Por André Piunti às 01h27

03/10/2010

O novo DVD do Eduardo Costa

Ontem, em São Paulo, teve a gravação do novo DVD do Eduardo Costa, o segundo da carreira dele.

Ele escolheu por regravar canções recentes, apesar de muita gente achar que "Me Apaixonei" e "Amor de Violeiro" entrariam no repertório.

Houve poucas exceções, como "Pele, Alma e Coração", por exemplo.

Os ingressos acabaram pouco antes de o show começar, assim como aconteceu com o DVD do Leonardo, gravado no mesmo local, no início do ano passado.

As regravações de outros artistas agradaram muito aos que gostam da música sertaneja mais tradicional e apaixonada: "Amor Distante (Se eu fosse um passarinho/ queria voar no espaço...)", "Lembranças (Lembranças porque não foges de mim...)", e "Nenhuma Esperança (Você tem meu endereço/ você tem meu telefone/ quase não me procura)".

Talvez a grande sacada do DVD tenha sido o convite ao Belo. Pelo jeito, o Eduardo já sabe muito bem quem é e de qual tamanho é seu público alvo.

Foi a reunião de dois do mais populares cantores da atualidade, que compartilham grande parte de seus públicos.

A matéria completa saiu no UOL hoje pela manhã, e um trecho pode ser conferido abaixo.

___

Sertanejo Eduardo Costa grava segundo DVD da carreira, em SP

Álbum de fotos

O cantor Eduardo Costa gravou, na noite de sábado (2), seu segundo DVD da carreira, em São Paulo.

Para pouco mais de 4 mil pessoas que lotaram o Credicard Hall, o cantor fez um resumo dos seus últimos três anos de carreira, período no qual lançou dois álbuns, "Cada Dia Te Quero Mais" e "Tem Tudo a Ver", e se transformou em um artista reconhecido nacionalmente.

Às 22h30, Eduardo Costa subiu ao palco para iniciar a apresentação ao som de "Cada Dia Te Quero Mais", seguida de "Pele, Alma e Coração", sucesso que recebeu nova roupagem, e "Solidão por Perto", um forró já gravado por Eduardo, cantado em coro pela plateia. Logo após conversar com o público e agradecer pela presença de todos, o cantor apresentou seu grande sucesso desse ano: "Amores Imortais".

No repertório, das 28 canções apresentadas, sete eram inéditas, cinco delas compostas pelo próprio cantor. A canção nova que mais chamou a atenção foi um samba bem humorado chamado "Pé de Macaco", gíria para designar a pessoa que está mal de vida. Na lista dos sucessos, ainda foram apresentadas "Não Valeu Pra Você", "Você Foi Atriz", "A Carta", "Cachaceiro", "Tem Tudo a Ver" e "Melhor ou Pior".

Após apresentar duas canções novas, "Ela saiu à Francesa" e "Quem é", Eduardo Costa chamou ao palco a cantora Paula Fernandes, por quem já declarou sua admiração em diversas entrevistas. A música escolhida para o dueto foi "Meu Grito de Amor", sucesso de Leonardo (leia mais).

Por André Piunti às 15h30

Sobre o autor

André Piunti, 25 anos, é formado em jornalismo pela Facamp (Faculdades de Campinas). Natural de Campinas-São Paulo, criou o blog Universo Sertanejo no ano de 2007. Apresenta, desde janeiro de 2010, o programa Universo Sertanejo, líder de audiência na Rádio UOL. Além do blog e do programa, é responsável pelas coberturas especiais sobre música sertaneja no UOL. Apresenta, aos domingos, o Cowboy Nativa, para toda a rede Nativa FM. É autor do livro "Música sertaneja - Uma paixão brasileira".

Sobre o blog

O Universo Sertanejo teve início em 2007, como trabalho e conclusão de curso. A ideia de um portal, como previa o projeto, passou por mudanças e deu espaço a um blog, que se tornou referência em um pequeno espaço de tempo. Maior canal de notícias sobre música sertaneja, o Universo Sertanejo mantém suas atualizações diárias desde março de 2008. Veículo reconhecido no meio, juntou-se ao UOL em janeiro de 2010. contato@universosertanejo. com.br

Site Meter